Solenidade de Corpus Christi

Solenidade de Corpus Christi

Neste mês de maio, no último dia, festejamos e celebramos uma data muito importante para todos os cristãos, Corpus Christi. Inúmeras pessoas no mundo inteiro expressam sua fé através dos tradicionais tapetes de Corpus Christi e na Paróquia Franciscana Nossa Senhora de Guadalupe, não é diferente.

A devoção a Eucaristia é um elemento fundamental na espiritualidade franciscana. No modo de ser de São Francisco de Assis se introduziu um jeito, uma maneira de viver, com grande sentido de vida. Este caminho que nasce com o carisma franciscano é a experiência de Deus, vivida na espiritualidade e na fraternidade com os irmãos e irmãs.

São Francisco seguiu de tal maneira Jesus Cristo que se encantou com o seu propósito, de viver o Evangelho. Este encantamento se dá através da Eucaristia, porque Deus é tão grande e se faz tão humilde doando-se num pedaço de pão.

Para a Igreja Franciscana, percebemos São Francisco contemplar a humildade e o amor de Deus. Deus nos ama tanto, que se fez ser humano em Jesus Cristo para viver conosco, deixando-nos a Eucaristia para que pudéssemos perceber o Senhor presente em algo palpável, que é a Eucaristia.

A Eucaristia nos comunica o infinito amor de Deus por cada um. Sentimo-nos acolhidos e abraçados pela ternura do Pai. A Eucaristia nutre e revigora as forças para continuarmos a nossa jornada na terra, no nosso dia-a-dia.

O Papa Francisco, em uma das suas homilia para o dia de Corpus Christi disse: “Se olharmos à nossa volta, percebemos que há tantas ofertas de alimentos que não são do Senhor e que, aparentemente, satisfazem mais. Alguns são nutridos pelo dinheiro, outros com sucesso e a vaidade, outros com poder e orgulho. Mas a comida que nos alimenta e que realmente nos satisfaz é apenas aquela que o Senhor nos dá!”

Na sociedade em que vivemos, percebemos inúmeras ofertas de felicidade. Parecem até atraentes (dinheiro, luxo, poder), mas, aquilo que profundamente preenche o coração e alimenta o ser humano, é o alimento dado por Deus, a Eucaristia.

Como São Francisco nos fala na Carta a toda a Ordem:

“Ó admirável grandeza e estupenda dignidade! Ó sublime humildade! Ó sublime humildade: o Senhor do universo, Deus e Filho de Deus, tanto se humilha a ponto de esconder-se, pela nossa salvação, sob a módica forma de pão! Vede irmãos, a humildade de Deus” (Cart. Ord. 27).

A CELEBRAÇÃO DE CORPUS CHRISTI em nossa Paróquia.

1) O significado
Corpus Christi significa Corpo de Cristo. É uma festa religiosa da Igreja Católica Apostólica Romana que tem por objetivo celebrar o mistério da eucaristia, o sacramento do corpo e do sangue de Jesus Cristo. A festa de Corpus Christi acontece sempre na quinta-feira seguinte ao domingo da Santíssima Trindade, em alusão à Quinta-feira Santa quando Jesus instituiu o sacramento da Eucaristia.

2) A origem
Esta festa litúrgica do Corpus Christi foi instituída pelo Papa Urbano IV no dia 8 de Setembro de 1264. O dia Corpus Christi é feriado nacional no Brasil desde 1961. São celebradas missas festivas e as ruas são enfeitadas para a passagem da procissão onde é conduzido geralmente pelo Bispo, ou pelo pároco da Igreja, o Santíssimo Sacramento que é acompanhada por multidões de fiéis em cada cidade brasileira. Neste ano será celebrado no dia 31 de Maio.

3) A tradição de enfeitar ruas
A tradição de enfeitar as ruas começou pela cidade de Ouro Preto em Minas Gerais. A procissão pelas vias públicas, é uma recomendação do Código de Direito Canônico para testemunhar a adoração e veneração para com a Santíssima Eucaristia. A procissão de Corpus Christi lembra a caminhada do povo de Deus, peregrino, em busca da Terra Prometida. O Antigo Testamento diz que o povo peregrino foi alimentado com maná, no deserto. Com a instituição da Eucaristia o povo é alimentado com o próprio corpo de Cristo. Em nossa paróquia a tradição de enfeitar a rua onde passará a procissão com o Ostensório vai desde o ano de …………. e este ano acontecerá às ………………..

4) A exposição pública
A exposição da Eucaristia é ao mesmo tempo uma proclamação pública da presença real de Cristo nas espécies do pão e do vinho, bem como uma devoção revelada por Deus e ensinada pela Igreja. Na presença da Eucaristia reconhecemos que Jesus Cristo é o Emanuel, O Deus-Conosco.

5) Da procissão ao testemunho no mundo
As procissões com a Eucaristia são um testemunho público de fé e piedade a Jesus Cristo Eucarístico. Estas procissões manifestam valor quando testemunham a nossa comum união, seja na Igreja ou nos desafios vividos na família, no trabalho, na escola entre outros.

6) Os verdadeiros adoradores
Os verdadeiros adoradores (Jo 4) são aqueles que (re)conhecem o Cristo nos pobres: preocupam-se em ter um templo bonito, mas também que os pobres tenham moradia digna; que o altar tenha uma linda toalha e o ostensório seja grande e brilhante, mas que todos tenham agasalhos no inverno; pessoas que se alimentam do Corpo e do Sangue em todas as missas, mas também preocupam-se em dar de comer a quem tem fome; são aqueles que passam horas diante do Santíssimo, mas também são capazes de passar alguns minutos com os enfermos.

7) Conhecer mais para amar mais
Só é possível amar o que conhecemos. É necessário conhecer sempre mais o valor e a adoração para participar dela com mais consciência, e assim, colher as graças que de Cristo provém. Que todos nós possamos tirar bom proveito da participação na celebração de Corpus Christi seja ela na Comunidade, na Rede de Comunidades, na Paróquia ou na Diocese.